sábado, 27 de maio de 2017

PRÊMIO DESTERRO – 8° FESTIVAL DE DANÇA DE FLORIANÓPOLIS ABRE INSCRIÇÕES



PRÊMIO DESTERRO – 8° FESTIVAL DE DANÇA DE FLORIANÓPOLIS
ABRE INSCRIÇÕES

Evento distribuirá R$ 22 mil aos vencedores e
estreará palco paralelo com apresentações gratuitas ao público

     Está aberto o período de inscrição para o Prêmio Desterro – 8° Festival de Dança de Florianópolis, que ocorrerá de 29 de agosto a 3 de setembro no Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura (CIC). Bailarinos, grupos, escolas, academias e companhias do Brasil e do exterior têm até o dia 14 de junho para se cadastrar no processo seletivo por meio do site www.premiodesterro.com.br. A premiação total de R$ 22 mil será dividida entre os melhores bailarino, bailarina e coreógrafo, os vencedores de cada gênero de dança, o destaque do evento e o grande campeão.
     Podem competir obras de balé clássico, balé clássico de repertório, dança contemporânea, dança de salão, danças populares, danças urbanas, jazz e sapateado, em duas categorias: júnior (nascidos de 2001 a 2005) e adulto (nascidos até 2000). Os subgêneros estão divididos em solo masculino e feminino, duo e conjunto.
     O número de trabalhos enviados para seleção é ilimitado, porém somente uma coreografia por combinação de gênero/subgênero/categoria de cada grupo poderá ser aprovada – exceto nos subgêneros solo e duo, desde que exibida por bailarinos diferentes. A duração máxima das apresentações é de três minutos para solos e duos e de cinco minutos para conjuntos.
     Os interessados devem mandar as fichas, os respectivos vídeos e o comprovante de pagamento da taxa de avaliação de R$ 15 por coreografia seguindo os procedimentos e prazos estipulados no regulamento. A relação dos selecionados será divulgada até o dia 3 de julho. Apenas estes pagarão inscrição por participante e remeterão os demais documentos exigidos até 18 de julho:

*Conjunto: R$ 50 (por bailarino)
*Duo: R$ 160 (a dupla)
*Solo: R$ 150
*Assistentes, diretores e coordenadores: R$ 35, independentemente do número de coreografias inscritas
*Coreógrafos: isentos

     Os valores correspondem à participação dos bailarinos em apenas uma coreografia. Quem dançar em outro trabalho deverá pagar nova taxa, integralmente.



Avaliação e premiação
     Para cada gênero de dança haverá uma banca específica de jurados formada por três profissionais especialistas, que apontarão os três primeiros colocados nos subgêneros solo feminino e masculino, duo e conjunto, nas duas categorias (júnior e adulto). Todos receberão troféus pela classificação.

     O trabalho considerado pela comissão de júri como o melhor de cada um dos oito gêneros receberá R$ 1 mil em dinheiro. Os melhores bailarino e bailarina ganharão R$ 500 cada um e o melhor coreógrafo R$ 1 mil. Todos os participantes, mesmo não alcançando classificação, poderão ser indicados a um prêmio especial de R$ 2 mil, que será outorgado a um dançarino, grupo, escola, figurinista, ensaiador, coreógrafo ou conjunto de obra que venha a se destacar. E ao campeão do festival será concedido o Prêmio Desterro, no valor de R$ 10 mil. A escolha será feita por integrantes das comissões julgadora e organizadora.

     O evento garante ainda aos primeiros colocados em cada gênero/subgênero/categoria vaga para se apresentar na edição seguinte do festival com coreografia de igual combinação, sem necessidade de seleção. Já os melhores de cada gênero ganharão direito a concorrer no 26° Passo de Arte – Competição Internacional de Dança, que será realizado em 2018, em Indaiatuba (SP).


Palco aberto

     A partir deste ano, o festival também promoverá o Palco Aberto Comentado, levando apresentações gratuitas a locais de livre acesso ao público. A novidade estreará na praça de alimentação do Shopping Iguatemi, com programação em todos os dias do evento. “A intenção é suprir a falta de espaço para o grande número de bons trabalhos inscritos na seleção que, por falta de vagas, ficam fora da mostra oficial. Assim, dispomos uma oportunidade a mais para serem apresentados”, justifica o diretor Daniel Pozzobon.

     As atrações do Palco Iguatemi serão comentadas por um profissional convidado, que emitirá aos bailarinos e coreógrafos pareceres técnicos sobre o que foi exibido. Conforme Pozzobon, “é uma preocupação do evento com a formação e o desenvolvimento dos grupos e com os trabalhos propostos”. Não haverá pontuação ou qualquer tipo de premiação, pois trata-se de uma mostra não competitiva.

     A agenda paralela tem regulamento próprio e as inscrições estão abertas até o dia 14 de junho a bailarinos de qualquer procedência nascidos até 2007. Podem ser aprovadas tanto coreografias não selecionadas para a mostra competitiva do Prêmio Desterro quanto as inscritas especificamente para este fim. O tempo de apresentação é livre, como também a quantidade de trabalhos enviados, sendo possível a seleção de mais de uma coreografia de cada grupo, independentemente de gênero, subgênero, categoria e elenco.

     A taxa de avaliação de cada coreografia custa R$ 15 e a taxa de inscrição para os aprovados tem valor único de R$ 50 por bailarino, não importando o número de trabalhos que apresentar. Já os coreógrafos, assistentes, diretores e coordenadores são isentos. Até o dia 3 de julho será divulgada a lista dos selecionados.

Florianópolis, 21 de março de 2017.

Prêmio Desterro online:
Twitter: @premiodesterro


Assessoria de comunicação:
Marcos Reichardt Cardoso (SC 00461 JP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos a sua participação